Custom Search

 

 

 

 

Who were they?

The term Anglo-Saxon is a relatively modern one. It refers to settlers from the German regions of Angeln and Saxony, who made their way over to Britain after the fall of the Roman Empire around AD 410.

The Roman armies withdrew from Britain early in the fifth century because they were needed back home to defend the crumbling centre of the Empire. Britain was considered a far-flung outpost of little value.

At this time, the Jutes and the Frisians from Denmark were also settling in the British Isles, but the Anglo-Saxon settlers were effectively their own masters in a new land and they did little to keep the legacy of the Romans alive. They replaced the Roman stone buildings with their own wooden ones, and spoke their own language, which gave rise to the English spoken today.

The Anglo-Saxons also brought their own religious beliefs, but the arrival of Saint Augustine in 597 converted most of the country to Christianity.

The Anglo-Saxon period lasted for 600 years, from 410 to 1066, and in that time Britain's political landscape underwent many changes.

The early settlers kept to small tribal groups, forming kingdoms and sub-kingdoms. By the ninth century, the country was divided into four kingdoms - Northumbria, Mercia, East Anglia and Wessex.

Wessex was the only one of these kingdoms to survive the Viking invasions. Eric Bloodaxe, the Viking ruler of York, was killed by the Wessex army in 954 and England was united under one king - Edred.

Most of the information we have about the Anglo-Saxons comes from the Anglo-Saxon Chronicle, a year-by-year account of all the major events of the time. Among other things it describes the rise and fall of the bishops and kings and the important battles of the period. It begins with the story of Hengist and Horsa in AD 449.

Anglo-Saxon rule came to an end in 1066, soon after the death of Edward the Confessor, who had no heir. He had supposedly willed the kingdom to William of Normandy, but also seemed to favour Harold Godwinson as his successor.

Harold was crowned king immediately after Edward died, but he failed in his attempt to defend his crown, when William and an invading army crossed the Channel from France to claim it for himself. Harold was defeated by the Normans at the Battle of Hastings in October 1066, and thus a new era was ushered in.

 

Tradução:

 

 

 

Quem eram eles?

 

O termo Anglo-saxão é relativamente moderno. Refere-se aos colonos da região alemã da Saxônia e Angeln, que fizeram o seu caminho sobre a Grã-Bretanha após a queda do Império Romano por volta do ano 410.

Os exércitos romanos se retiraram da Grã-Bretanha no início do século V, porque era necessário voltar para casa para defender o centro de desintegração do Império. Grã-Bretanha foi considerada um posto distantes de pouco valor.

Neste momento, os Jutos e Frísios da Dinamarca foram também se estabelecer nas Ilhas Britânicas, mas os colonos anglo-saxões foram efetivamente seus senhores em uma nova terra, e eles fizeram pouco para manter o legado dos romanos vivo. Eles substituíram os edifícios de pedra romana com as suas próprias de madeira, e falou a sua própria língua, que deu origem ao hoje Inglês falado.

Os anglo-saxões também trouxeram suas próprias crenças religiosas, mas a chegada de Santo Agostinho, em 597 converteu a maior parte do país ao Cristianismo.

O período anglo-saxão durou 600 anos, 410-1066, e nesse tempo a paisagem política da Grã-Bretanha sofreu muitas mudanças.

Os primeiros colonos mantidos a pequenos grupos tribais, formando reinos e sub-reinos. Por volta do século IX, o país foi dividido em quatro reinos - Northumbria, Mercia, East Anglia e Wessex.

Wessex foi o único destes reinos que sobreviveu à invasão Viking. Eric Bloodaxe, o governante Viking de York, foi morto pelo exército de Wessex em 954 e a Inglaterra foi unida sob um rei - Edred.

A maioria das informações que temos sobre os anglo-saxões vem do anglo-saxão Chronicle, ano após ano em consideração a todos os acontecimentos importantes da época. Entre outras coisas, ele descreve a ascensão e queda dos bispos, reis e as batalhas importantes do período. Ela começa com a história de Hengist e Horsa em 449 DC.

O estado Anglo-saxão chegou ao fim em 1066, logo após a morte de Eduardo, o Confessor, que não tinha um herdeiro. Ele supostamente também quis o reino de Guilherme da Normandia, mas também parecia favorecer Harold Godwinson como seu sucessor.

Harold foi coroado rei imediatamente após Edward morreu, mas ele falhou em sua tentativa de defender a sua coroa, quando William e seu exército cruzaram o Canal da França para reivindicar para si mesmo. Harold foi derrotado pelos normandos na Batalha de Hastings, em Outubro de 1066, e, assim, uma nova era foi iniciada.

   fonte: google imagem.

Anglo Saxon Mappa Mundi, c.1025-1050
Cotton MS Tiberius B.V., 56v
Copyright © The British Library Board


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!